domingo, julho 23, 2006

1000% de tensão ou 48 h por dia em um dia de 24 h

Não adianta mesmo, eu sou - literalmente neróutica (ou masoquista), como queiram.
Ontem tava feliz, uma coisa morna, doce e suave parecendo mel. Mas acontece que de repente, não mais que de repente (clichê puro), fiquei péssima de preocupação hoje. Queria saber de onde essa inquietação aguda, pq só pode ser doença mesmo. E das graves. Fiquei mal, tenho andado mal, acho que meu bem estar de ontem era só um disfarce do mal estar eminente, porque ando louca da vida - de raiva - com um monte de coisas. Queria só um pouquinho, mas um pouquinho mesmo, de paz - acho que peço pouquinho e Deus me dá pouquinho - mas nada, fala sério.
Aboli - literalmente - o medo, precisava falar, ou melhor, escrever. Não dá mais, medo já era, amanhã, com certeza, vou fazer uma loucura.
Mas (...), tenho de por tb, um esparadrapo na língua, tô falando demais. Pq que jornalista fala tanto, pq que a gente simplesmente não consegui ficar de boca fechada, quando tá feliz, fala, quando tá triste, fala, quando tá com raiva, fala, quando tá com medo, fala. É vício, vício mesmo. Pq que que eu não fico calada, mas não. Acho que o Fellipe falou tudo, cadê a Paula de sempre, o que houve, que história é essa de dormir com o mar, também tava - Fellipe - cansada daquela platonise, daquela morosidade lacônica, meio a deriva, quase submersa, talvez deva agir mais e pensar mesmo (o que realmente representa um perigo), mas convenhamos. O fato é que, pra falar a verdade, ontem estava toda docinho, hoje - há três horas - um balde d'água caiu na minha cabeça, e despertei, assim de repente. Hoje faz dois meses q estou no Rio, e precisava parar de dormir acordada, aconteceram umas coisas ruins, tipo trabalho, aconteceram umas coisas boas, tipo pessoais, mas que na realidade eram enganação, tipo tô dormindo acordada de novo.
A verdade é o fato: estou no Rio, sejemos práticos, o q isso me proporciona e afinal, estou aqui pra quê mesmo. Não estou aqui de bobeira, até pode ser - admito - que eu esteja fugindo, é provável, mas é uma fuga de certa maneira construtiva, já que estou aqui pra tentar me transformar naquilo q quero ser. Então não tenho tempo a perder - nem um segundo - com coisas de segundo plano, coisas pessoais, coisas q não sirvam pra alavancar. Mas, por hora, as vezes, e vcs sabem que acontece - quero tudo pra ontem, quando as coisas (trabalho) são pra amanhã, é difícil segurar a minha ansiedade, aí, já viu, falo. Oh língua. Gente, eu tô com medo e com muita, mas muita raiva de mim, acho que mas medo do que raiva, (tinha acabado de abolir o medo) pq, sinceramente, ainda não falei tanto a ponto de me prejudicar, sei lá, nem sei mais o que eu estou escrevendo, vcs ainda tão aí lendo isso, pára nê,
Ah, cansei,
bjos,

3 Comments:

Blogger elettry said...

uai, eu ainda tava lendo sim....rs. Fiquei curiosa, o que tem te deixado com tanto medo e com tanta raiva? Ainda mais depois de um dia como o de ontem? Preciso ir praí urgente pra conversarmos! Se bem que só de pensar em sair da minha Goiânia já dá aquele aperto no coração...
Seu blog tá ótimo, parabéns. Nem acredito que eu que te ajudei a fazer...hhehee. Saudade! Beijos!

1:07 PM  
Blogger bestusedcarrs said...

Interesting website with a lot of resources and detailed explanations.
»

4:11 AM  
Blogger psonica said...

Interesting site. Useful information. Bookmarked.
»

8:15 PM  

Postar um comentário

<< Home